Menu

Inteligência Artificial

Quem nunca pegou aquele ônibus com o cobrador desmaiado no seu posto de tal forma que nem o barulho do seu bilhete único o trazia de volta ao planeta terra?

 

Pois é, parece piada mais é sério! Essa cena se refletiu, simplesmente porque não há mais necessidade de sua interversão ali. Uma vez que a máquina já debita o saldo do seu cartão! Daí você me diz: Poxa mas o cobrador poderia estar pelo menos atento a segurança! E eu te pergunto, Para quê? Se aquela bolinha brilhante acima da catraca já faz isso por ele! Ela chama-se câmera! Tá então porque o cobrador ainda está ali? Também não sei! Mais de uma coisa tenho certeza, é só uma questão de tempo e ele poderá ir dormir em sua cama quentinha pelo tempo que quiser.Afinal com o avanço da tecnologia cada vez mais acelerada, não faltará tempo para tal.

 

Exemplo simples não é mesmo? Suficiente para entendermos que o mundo digital chegou para “facilitar” nossa vida sim, mas que deixará muita gente acomodada para trás.E estes acomodados serão os descartados do admirável Mundo Novo!

 

Sabemos que cada ser humano nasce com uma inteligência natural distinta uma da outra,e que por este motivo não será possível toda humanidade acompanhar este crescimento estrondoso do “Artificial”, aprendendo de um dia para o outro  programar computadores por exemplo.

 

Com o crescimento do desemprego, devido a substituição do trabalho humano pelas  máquinas, há quem sugira simplesmente tentar reduzir a dependência do sistema.Ou seja, plante parte da sua própria comida, faça trocas  de alguns produtos com seu vizinho, utilize alguns painéis solares e está tudo certo!

Quando na real, o fato é que, a única forma de não sermos pegos de surpresa AMANHÃ com um mundo  Inteligentemente artificial, será nos especializando HOJE, o mínimo que seja!

 

Se Bill Gates nos anos 90 disse que a tecnologia nos proporcionaria mais tempo livre para fazermos o que quiséssemos, por que não usar esse tempo(diga-se de passagem, precioso) para sermos mais íntimos da tecnologia atual; através de cursos de aperfeiçoamento,informações e leituras? Sem contar nos diversos cursos gratuitos disponíveis na internet.

 

São iniciativas básicas, mas que nem todos estão dispostos a encarar!

 

Queremos soluções que tragam praticidade em nosso dia a dia, porém, que não nos ameace ao mesmo tempo! Mas sabemos que essa não é a realidade do nosso futuro! As praticidades chegaram com a evolução da informação e tecnologia, só que com elas chegaram também os perigos!

 

Portanto para  finalizar, fica aqui uma reflexão antiga, mas muito sábia (até parecia que ela já sabia o que estava por vir nas outras gerações… uau) que se remete a tão temida e ao mesmo tempo tão aplaudida Inteligência Virtual:

 

Mesmo se o homem tiver todo o conhecimento e material necessário para fazer uma clonagem humana, na vida real, ele há de hesitar, exatamente pela questão ética. O homem que surgiria a partir daí levaria uma vida possivelmente infeliz, por não ter nascido normal, ou por ser diferenciado dos outros por esta questão, por ser uma cópia e somente isso.

 

(Mary Shelley 1818- autora  do Personagem  Frankenstein, o homem que  conseguiu descobrir o segredo de gerar vida a partir de um corpo inanimado)

Frankenstein

Categories:   Criativamente

Comentários